• Cá Souza

FERNANDO DE NORONHA: Roteiro econômico de 5 dias pela ilha

Atualizado: 17 de abr. de 2021


Você tem o sonho de conhecer Fernando de Noronha, mas acha que é uma viagem cara? Nesse post você vai conhecer um roteiro econômico de 5 dias pela ilha e eu vou te contar quanto custa viajar para Fernando de Noronha gastando pouco.


Primeiramente, esse é um post compartilhado. Eu ainda não tive a oportunidade de conhecer Fernando de Noronha, mas minha irmã mais velha e seu noivo, Bel e Diego, visitaram Fernando de Noronha em fevereiro de 2020 e foram na pegada low cost, queriam fazer o máximo para economizar.


Confira a seguir muitas dicas de como se planejar para viajar pra Noronha e tudo o que você precisa saber sobre a ilha, incluindo o que fazer por lá. Tenho certeza que vai ficar com vontade depois de ler esse post (eu mesma fiquei) :)


 

Guia de Fernando de Noronha


  • O que saber sobre Fernando de Noronha

  • Como chegar à Fernando de Noronha

  • Qual a melhor época para ir à Fernando de Noronha

  • Mapa de Fernando de Noronha

  • Onde se hospedar em Noronha

  • Quantos dias ficar em Noronha

  • O que fazer em Fernando de Noronha

  • Quanto custa viajar para Fernando de Noronha

 

O que saber sobre Fernando de Noronha


O arquipélago de Fernando de Noronha é formado por 21 ilhas, mas apenas uma delas, chamada de "Fernando de Noronha" é habitada. As demais fazem parte do Parque Nacional Marinho e só podem ser visitadas com permissão do Ibama.

A ilha foi tombada pela UNESCO como Patrimônio Natural Mundial em 2001. Sua população é de apenas 3500 habitantes e toda a estrutura do turismo foi modelada de forma sustentável, de maneira a preservar a riqueza ecológica do arquipélago.


Em abril de 2019 foi criado o Projeto Plástico Zero com o objetivo de reduzir a poluição na ilha e preservar a fauna e flora do santuário ecológico. O objetivo é zerar a produção de resíduos plásticos e de uso descartável, sendo proibido vender e entrar na ilha com: garrafas plásticas de bebidas abaixo de 500 ml, canudos, pratos, talheres, copos, sacolas plásticas descartáveis, marmitas de isopor, plástico e similares descartáveis.


Para ficar em Noronha é necessário pagar a Taxa de Preservação Ambiental, cobrada por quantos dias você ficará na ilha. Você pode consultar a tabela oficial de preços clicando aqui e preencher o formulário pagando a taxa antecipadamente online clicando aqui. No roteiro que vou te contar no post o valor total cobrado foi R$ 400.


Informações úteis sobre Noronha


  • A voltagem na ilha é 220.

  • Consulte a tábua das marés para montar seu roteiro pela ilha.

  • Não é permitido pau de selfie nas praias do Parque Nacional.

  • A internet em Noronha não é muito boa, os celulares pegam, mas a conexão oscila. Um ponto público onde pega melhor é na região da Vila dos Remédios.

  • Leve dinheiro porque alguns lugares não aceitam cartão.


Como chegar à Fernando de Noronha


Os voos diretos para Noronha partem de Recife (duração de 1h) ou Natal (1h20m). Apenas as companhias Azul e Gol operam para Noronha, sendo que em Natal é somente a Azul. De Recife partem de 2 a 5 voos diários, já de Natal apenas 2 voos por semana.


No caso da minha irmã, ela conseguiu uma promoção pela Gol saindo de Recife e aproveitou uns dias antes pra ficar com nossa família que mora em Recife. Aliás, uma ótima combinação é conhecer algumas praias de Pernambuco antes ou depois da sua ida à Noronha, principalmente as minhas praias queridinhas: Praia dos Carneiros e Muro Alto.


Qual a melhor época para ir à Noronha


A ilha de Fernando de Noronha possui duas estações bem definidas: seca (setembro à março) e a de chuvas (abril à agosto). Apesar das chuvas, Noronha faz calor o ano todo, a temperatura média anual é de 28 graus.


Antes de decidir quando ir para Fernando de Noronha você precisará entender o que é o fenômeno do swell, quando o mar fica mais agitado e com ondas (de outubro à março). Já nos demais meses o mar fica calmo (flat) e as praias ficam paradisíacas iguais nas fotos de Noronha que vemos na internet.


Muitos dizem que a melhor época para conhecer Noronha é entre agosto e setembro, quando o mar já está piscininha, porém os preços são quase de alta temporada porque os europeus costumam visitar a ilha nas suas férias de agosto. A baixa temporada na ilha vai de abril à junho.


Se você gosta de mergulho, a melhor época para conhecer Noronha é quando o mar fica calmo e com ótima visibilidade, entre setembro e outubro. Minha irmã conheceu a ilha em fevereiro de 2020, então acabou pegando o swell.


Mapa de Fernando de Noronha


Antes de planejar sua viagem, é interessante que você conheça o Mapa de Fernando de Noronha. A ilha fica a 545 km de distância de Recife, em Pernambuco.


Quando você ver um mapa de Fernando de Noronha verá que as praias são divididas em Mar de Dentro (voltadas para o continente americano) e Mar de Fora (voltadas para o continente africano). O Mar de Dentro tem 10 praias, duas baías acessíveis aos turistas, e uma que não se pode entrar, a Baía dos Golfinhos. Já o Mar de Fora tem 4 praias , uma enseada, dois pontos de contemplação e uma piscina entre as rochas.


Para você programar seu roteiro em Fernando de Noronha conheça quais são as praias em cada um dos mares:


*Mar de Dentro: Ponta da Sapata, Praia da Biboca, Praia do Americano, Praia do Bode, Praia do Quixabinha, Praia Cacimba do Padre, Praia da Conceição, Praia do Meio, Praia do Cachorro, Praia do Boldró, Baía e Porto de Santo Antônio, Baía dos Golfinhos, Baía dos Porcos e a famosa Baía do Sancho. As praias do Mar de Dentro são bem cobiçadas, com água mais cristalina e calma, de onde se tem a linda vista do Morro Dois Irmãos.


*Mar de Fora: é reconhecido por sua rica fauna marinha. A Praia do Atalaia tem uma piscina natural que dá pra fazer mergulho e se encantar com os animais marinhos. Já a Praia da Baía do Sueste recebe visita das tartarugas marinhas todos os dias e na Praia do Leão é onde ocorre a desova de seus ovos. No Mar de Fora também fica o Buraco da Raquel, Ponta das Caracas, Ponta da Air France e Enseada da Caeira.


O centro de Noronha é na Vila dos Remédios, onde você encontrará bares, restaurantes e muitas opções de hospedagem em Noronha. As praias próximas ao centro de Noronha não precisam de ingresso do Parque Nacional Marítimo e são elas: Praia do Meio, do Cachorro (onde fica o famoso Buraco do Galelo onde a Bruna Marquezine e o Neymar postaram a foto clássica de Noronha) e da Praia da Conceição.

onde ficar em noronha
Vila dos Remédios

Onde se hospedar em Noronha


Em Noronha você vai encontrar desde hospedagens luxuosas até pousadas e hostels que oferecem diárias mais econômicas. Para quem busca um equilíbrio entre custo x benefício e pode gastar um pouco mais, o ideal é se hospedar próximo ao centro, na Vila dos Remédios.


Minha irmã optou por uma hospedagem bem econômica, o Sueste Hostel, localizado na praia do Sueste. O quarto tinha ar-condicionado (privado e sem café da manhã), banheiro e cozinha compartilhados. O bom de se hospedar em hostel é poder comprar comidinhas no mercado e usar a cozinha para uma das suas refeições do dia.


Apesar do hostel ser mais distante do agitado, ficava próximo à Praia do Sueste e do aeroporto.

onde se hospedar em fernando de noronha
Hostel Sueste

Quantos dias ficar em Fernando de Noronha


O ideal é ficar pelo menos 5 dias na ilha para conseguir ver uma parte das belezas naturais de Noronha, mas muita gente fica pelo menos 7 dias. Claro que por causa da taxa ambiental ficar mais dias na ilha é sinônimo de gastar mais, mas pense que vai valer a pena.


O que fazer em Fernando de Noronha


Dia 1: Chegada em Noronha + retirada de senha e agendamento das trilhas no ICM BIO + Pôr-do-Sol Forte do Boldró


Dia 2: IlhaTur: Cacimba do Padre + Baía dos Porcos + Sueste + Porto + Buraco da Raquel + Capela de São Pedro dos Pescadores + Baía do Sancho + Forte da Praia do Bode


Dia 3: Passeio de barco + Praia do Meio + Praia do Cachorro + Praia da Conceição + Forte Nossa Senhora dos Remédios


Dia 4: Trilha Abreus + Praia do Sueste + Praia do Porto + Forte Santo Antônio


Dia 5: Nascer do Sol buraco da Raquel + Trilha do Atalaia + Buraco do Galego + Praia do Bode + Cacimba do Padre + Pôr-do-Sol Forte do Boldró


Dia 6 (manhã): Baía dos Golfinhos + Praia do Leão


Confira agora o relato do roteiro dia a dia em Noronha, contado pela minha irmã Bel :)


Roteiro econômico Fernando de Noronha | Dia 1


O início da viagem foi um clássico #perrenguechique. Estávamos em Recife, prontos para decolar para Fernando de Noronha quando o avião apresentou uma falha técnica e o voo foi cancelado. Ainda bem que a Azul se responsabilizou por nos hospedar em um hotel na região do bairro do Pina, a 20 minutos do aeroporto.


No dia seguinte embarcamos no primeiro voo pra Noronha, às 9h15. O pior transtorno do cancelamento foi ter que pedir reembolso para a Azul de uma diária perdida no hostel em Noronha, e passado quase um mês depois ainda não houve resposta.


Chegamos em Noronha 11h15 - o fuso horário da ilha é de uma hora a mais do que o horário de Recife. Pegamos o táxi no aeroporto depois de passar por toda a papelada de apresentação e pagamento da taxa de permanência diária na ilha.


O táxi foi pago pelo hostel, todos os hotéis pagam para os hóspedes o táxi do check in: primeiro ponto positivo para Noronha! Logo em seguida descobrimos que o hostel era a 800 metros do aeroporto, ou seja, poderíamos ter ido a pé, se não fosse a bagagem.


Depois de deixar as malas no hostel, pegamos uma carona até o ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade), o lugar principal pra fazer os agendamentos das trilhas. Porém, ele só abria às 15h, a distribuição das senhas ocorria a partir das 16h e por fim a palestra às 17h, e só então deu para agendar as trilhas.


Para o agendamento é preciso apresentar a carteirinha do Parque Nacional Marinho Fernando de Noronha que pode ser paga antecipadamente no site por R$ 111,00 por pessoa ou no próprio local. A taxa é válida por 10 dias.


De lá fomos andando no sentido da praia do Boldró e paramos em uma tapiocaria. O pedido foram duas tapiocas e um suco de Pitanga por R$ 40,00. Recomendo muito o lugar, o dono foi super atencioso e recomendou voltarmos para o ICMBio pra já ficarmos na fila, e com essa dica fomos os primeiros da fila. Todo o processo de espera, retirada de senha, palestra e agendamento no Totem durou quase 3 horas.


Existem cinco opções de trilha em Fernando de Noronha:


* Capim-Açu

* Pontinha-Caieiras

* Morro de São José

* Atalaia

* Abreus


Decidimos fazer as trilhas gratuitas em Noronha: Atalaia e Abreus. As outras ou eram muito extensas ou exigiam um guia por R$ 150,00. As trilhas são super concorridas, por isso o agendamento precisa ser feito no seu primeiro dia em Noronha.


Depois do agendamento das trilhas em Noronha deu tempo de vermos um Pôr-do-Sol no Forte de São Pedro do Boldró (muito recomendado!). Esse é o local mais famoso quando você pesquisa as fotos de Fernando de Noronha: a vista do Morro dos dois irmãos, uma paisagem linda para a Praia do Boldró.

Depois voltamos de ônibus para o Hostel, mas pegamos no sentido errado! Ao invés de pegar para o sentido Sueste, fomos sentido Porto. Então ficamos uma hora dentro do ônibus, conhecendo a ilha e depois desse tempo, chegamos ao nosso destino, Sueste Hostel. A refeição da noite foi com nossas compras trazidas de Recife: macarrão com atum.

Roteiro econômico Fernando de Noronha | Dia 2

No segundo dia fizemos um passeio em Noronha chamado IlhaTur, feito por um um guia que também é o motorista do carro. Ele foi passando pelas principais praias, cobrindo mais ou menos 80% da ilha.


O passeio dura praticamente o dia todo. Nossa primeira parada foi na na praia Cacimba do Padre e de lá fizemos uma subida pra ver o Mirante da mesma praia. Depois descemos até a praia Baía dos Porcos, e que visual incrível! Entramos no mar e apesar de dar para fazer mergulho livre, só vimos alguns peixinhos. O tempo da parada foi curto porque a maré estava começando a subir, e de lá seguimos pra Praia do Sueste.


praias em noronha
Cacimba do Padre

Nesta época do ano (fevereiro) ocorre o fenômeno do swell, quando o mar fica agitado e com ondas fortes. Como a praia do Sueste faz parte do Mar de Fora, consideramos esta a melhor praia para tomar banho. No mergulho livre, vimos tartaruga e até um tubarão!


o que fazer em Noronha
Praia do Sueste

A próxima parada foi para o almoço, um restaurante chamado Forno Noronha, considerado um dos mais “econômicos” da ilha. Pedimos um filé de peixe acompanhado de arroz, farofa e salada por R$ 135,00.

onde comer em Noronha



Depois seguimos para a Praia do Porto, próxima de algumas atrações famosas de Fernando de Noronha: Museu do Tubarão, Buraco da Raquel e Igreja Capela de São Pedro dos Pescadores.


praias em fernando de noronha
Praia do Porto

noronha dicas de viagem

viagem para noronha
Capela de São Pedro dos Pescadores

Por fim, finalmente chegamos na praia mais linda do mundo eleita 4 vezes consecutivas: a Baía do Sancho. A praia tem horários específicos de subida e descida, e este acesso possui duas escadas (estilo bombeiro), o que torna o trajeto um pouco cansativo. O esforço vale muito porque a praia é realmente maravilhosa.


praia mais bonita do mundo
Praia do Sancho


noronha roteiro de viagem

Já estávamos quase no fim da tarde e o passeio original iria parar no Pôr-do-Sol no Fortinho do Boldró, mas como já havia visto no dia anterior, pegamos uma carona com um outro buggy que ia para o Forte da Praia do Bode. O tempo estava fechado, mas valeu muito conhecer essa praia.


Voltamos de carona para o hostel e jantamos mais uma vez comidinhas que trouxemos pra ilha, claro que respeitando o projeto plástico zero.

Roteiro econômico Fernando de Noronha | Dia 3


No nosso terceiro dia em Noronha fizemos um passeio de barco. Há uma van que vai passando nos hotéis pra pegar os turistas e deixa na Praia do Porto, de onde partem as embarcações.




O passeio dura em média 2h30min e passa pelas praias do mar de fora. O momento mais especial foi ver os golfinhos ao lado do barco. Realmente foi muito emocionante! Eu fiquei bastante enjoada durante a viagem, então não pude aproveitar muito - a #dicah é ficar na parte inferior do barco.


O barco faz uma parada apenas para mergulho em alto mar, na Baía do Sancho. Voltamos para a Praia do Porto e pegamos uma carona com o mesmo carro do passeio para descer na Vila dos Remédios, que é a vila principal de Fernando de Noronha.


De lá fomos caminhando para a Praia do Cachorro, Praia do Meio e Praia da Conceição. Todas essas praias são uma do lado da outra, porém a maré estava muito alta e não conseguimos ficar dentro da água.


Na Praia da Conceição pedimos a Quentinha da Ilha, melhor descoberta de como economizar em Noronha! Eles entregam em qualquer lugar que você estiver da ilha e o frete é grátis! Muito saborosa e ótimo custo benefício!


Praia do Cachorro
trilhas em noronha
Praia do Meio e da Conceição ao fundo

onde comer em noronha
Quentinha da Ilha

Como a maré já estava subindo, fomos caminhando da Praia da Conceição até o Forte Nossa Senhora dos Remédios. Ficamos por lá até o fim da tarde e tentamos ver o pôr-do-Sol.


Forte Nossa Senhora dos Remédios

Nosso jantar foi na Tapiocaria da Babalu, recomendação de uma blogueira que adoro, a @prefiroviajar. Eles servem tapiocas, crepiocas, coisinhas bem fitness e bem diferentes. Meu pedido foi uma tapioca de camarão com suco de acerola, que estavam divinos! De lá, pegamos o ônibus de volta da Vila dos Remédios até o aeroporto e seguimos com a caminhada regular de 800 metros até o nosso hostel.




Roteiro econômico Fernando de Noronha | Dia 4

O dia começou com a trilha dos Abreus, aquela que havíamos agendado no primeiro dia no ICMBio. A trilha começa bem perto do hostel, então foi uma caminhada de 10 minutos até a entrada da trilha e depois uma caminhada bem tranquila de menos de 1 km até a descida da trilha dos Abreus, que é feita por uma corda, mas nada muito difícil.


Chegamos lá embaixo e nos deparamos com um visual bem legal. Lá fica uma pessoa do ICMBio verificando se o seu nome está na lista agendada, pedindo a carteirinha e controlando a entrada dos grupos pra fazer a flutuação. O colete é obrigatório, então é necessário alugar o equipamento antes.


Cada grupo pode ficar de 25 a 30 minutos na flutuação na piscininha natural, onde dá pra ver vários peixinhos. Regressamos da trilha e voltamos para o hostel pra pegar nossas coisas de praia e ir andando até a Praia do Sueste. Gostamos muito dessa praia no Ilha Tur e por isso, decidimos voltar.


Praia do Sueste

Achei uma praia ótima pra tomar banho e mergulhar, deu pra ver peixinhos e até uma tartaruga. Para comer, repetimos a Quentinha da Ilha. A Praia do Sueste tem mais uma vantagem, que é a de possuir um PIC, pontos de estrutura com uma pequena lanchonete, duchas e banheiros. A Praia do Leão e Praia do Sancho também contam com PIC.




No meio da tarde, pegamos o ônibus em direção à Praia do Porto, a mesma praia do passeio de barco. Entramos um pouquinho no mar, que estava bem calmo e tranquilo e esperamos o Pôr-do-Sol no forte de Santo Antônio, ao lado da Praia do Porto.


Finalmente nesse dia assistimos a um lindíssimo Pôr-do-Sol. Como estávamos perto do ponto final (Porto -Sueste) pegamos o ônibus de volta ao hostel.

Roteiro econômico Fernando de Noronha | Dia 5


Em nosso último dia inteiro em Noronha, eu quis muito ver o nascer do Sol e pra isso acordamos às quatro e meia da manhã. Pegamos um táxi e seguimos para o buraco da Raquel, próximo do Museu dos Tubarões e do Forte Santo Antônio. Após um pouco mais de uma hora de espera, fomos contemplados com um lindo nascer do Sol.


Era muito cedo e tínhamos que esperar o horário da trilha agendada, a Trilha do Atalaia, então pegamos um ônibus até a Vila dos Remédios, tomamos café em uma padaria e andamos por uns 15 minutos até o ponto de encontro da trilha.


A trilha possui 1,5 km, mas achei bem cansativa (mais ainda na volta, porque é uma subida). A flutuação do Atalaia é igual a da trilha dos Abreus: 30 minutos por grupo pra mergulhar. Achei mais divertido que a trilha dos Abreus porque conseguimos ver tartarugas e mini tubarões que eu queria tanto, além dos peixinhos.


Regressando da trilha e caminhando mais ou menos meia hora, chegamos ao famoso Buraco do Galego de Noronha, uma piscina de água que se forma na maré baixa, muito disputado para fotos. Após algum tempo, consegui entrar pra tirar uma foto, mas muito rápido.


Buraco do Galelo

Parte do roteiro do dia era ir até as praias que não havíamos conhecido ainda, então voltamos pro ponto de ônibus e descemos na Praia do Bode, e enquanto a maré estava baixa conseguimos ficar um pouco na piscina natural. A maré começou a subir, almoçamos novamente nossa Quentinha da Ilha, e antes da maré subir totalmente, conseguimos atravessar para a Praia Cacimba do Padre.

Praia do Bode

Cacimba do Padre

Como não dava mais pra ir pela praia, percorremos cerca de dois quilômetros pela estrada de terra pra chegar na Praia do Boldró. Como a maré subiu, lá se foi a chance de curtir mais uma prainha, tivemos que sair e resolvemos aguardar algumas horas até o Pôr-do-Sol do Forte do Boldró.


A espera valeu a pena, porque foi o último e mais lindo Pôr-do-Sol visto em nossa passagem por Fernando de Noronha.

O que fazer em uma manhã em Noronha


No último dia em Noronha acordamos às 6h da manhã para vermos os golfinhos na Baía do Sancho, eles costumavam aparecer às 6h30. Nós fomos a pé do Sueste até o PIC da Baía do Sancho (andando uns 35 minutos). A partir do PIC, que é o ponto de estrutura até o Mirante da Baía dos Golfinhos, são mais 1 km. Infelizmente, chegamos lá 6h40 e os golfinhos tinham acabado de ir embora, segundo o grupo de biológos que fica por lá monitorando o movimento deles diariamente.


Baia dos Golfinhos

Esperamos mais uma hora pra ver se eles voltavam, mas infelizmente nada. Após tomar um cafezinho no PIC, andamos até a estrada e pegamos o ônibus até a Praia do Sueste. De lá, andamos a pé mais 1 km até a Praia do Leão, que também possui um PIC.

Praia do Leão

Descobrimos nos PIcs algo bem interessante: é possível recarregar a sua garrafinha de água por R$ 3,00. Isso serve pra incentivar o menor consumo de plásticos. Conseguimos ficar uma hora na água da Praia do Leão, estava muito gostosa.


Praia do Leão


Voltamos para o hostel, arrumamos nossas coisas e fomos a pé para o aeroporto (ainda que fossem 800 metros, pareceram 5 km com o Sol a pino e nossa bagagem). Chegamos bem cedo e fomos atrás da do reembolso da taxa de permanência da ilha, porque ficamos um dia a menos devido ao voo cancelado.O processo foi rápido e devolveram em espécie o valor referente a uma diária.


E assim, nos despedimos do paraíso, agradecendo muito por essa viagem que, na verdade foi a nossa pré e quase oficial Lua de Mel! Low cost em Noronha? É possível sim!



Quanto custa viajar para Fernando de Noronha


Como você percebeu, esse roteiro foi montando de maneira a tentar economizar na viagem. Confira minha fiel escudeira - a Cahlculadora de viagens - com todos os valores gastos detalhadamente pra você planejar o quanto vai gastar na sua viagem para Fernando de Noronha (valores por pessoa).

Quanto custa viajar para fernando de noronha
Cahlculadora de Viagens

*Colete e snorkel


A passagem aérea trecho São Paulo - Recife- Noronha - São Paulo.

 

Gostou das dicas de viagem para Fernando de Noronha? Confira também outros roteiros de destinos no blog. Se quiser mais dicas de viagem me siga no instagram @contadoradeviagens. Tem vários destaques nos stories com #diCahs das viagens que faço.

#noronhese #contadoradeviagens #dicasdeviagem #viajemais #planejesuaviagem #noronha #fernandodenoronha #praias #braziliansbeach #destinosparaluademel #nordestebrasileiro

 

Vai viajar? Reserve sua viagem aqui! Usando os links disponíveis no blog você contribui para que o Contadora de Viagens continue produzindo artigos de qualidade e não paga nada a mais por isso! Planeje agora sua próxima viagem clicando nos links:


224 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo